A 23 de novembro celebra-se o Dia da Floresta Autóctone, a floresta que é constituída por árvores de espécies originárias do nosso território e que estão adaptadas ao nosso clima, como os carvalhos, os castanheiros, os medronheiros, os loureiros ou os azevinhos.

A floresta autóctone portuguesa é formada por árvores de crescimento tipicamente mais lento do que as espécies de árvores introduzidas, mas é uma floresta resiliente aos incêndios.

Novembro é a época ideal para plantar árvores de espécies autóctones.
O agrupamento não esqueceu esta data, realizando a plantação de diferentes espécies de árvores.
Na escola S. Tomé de Negrelos, os alunos da turma F do 8º ano, com o apoio da profª de Ciências Naturais e a colaboração do sr. Manuel Oliveira, plantaram 5 pequenas árvores.

Na escola Básica de Vila das Aves, os alunos do 5ºB e do 7ºG plantaram 2 pinheiros e um carvalho alvarinho.

Na escola Secundária D. Afonso Henriques, os alunos do 9ºC, 11ºAS e ainda a turma de Educação Especial plantaram um carvalho negral, um pinheiro e um medronheiro.

Estas serão cuidadas e o seu crescimento irá ser registado, em cooperação com a instituição FAPAS, que gentilmente nos apoiou nesta iniciativa, cedendo as árvores.

A 21 de março, Dia Internacional das Florestas, poderemos assinalar a data como uma escola ainda mais verde.

Vamos todos cuidar destas árvores.